África Lusófona: o português do continente africano do qual não lembramos

Quando pensamos português, geralmente nos referimos ao par Portugal-Brasil e nos esquecemos ou não sabemos que existem outros lugares onde o idioma é uma das línguas oficiais. O português do continente africano, sobretudo, é aquele no qual iremos nos aprofundar nesse texto.

O português foi desenvolvido a partir do latim e se assemelha ao espanhol moderno; seu nome vem de Portugal, título relacionado à Porto, segunda maior cidade do país.

Assim como no Brasil, os países africanos foram colonizados por Portugal através das grandes navegações por meio da violência e de práticas escravocratas no início do século XVI. E foi em virtude disso que a Língua Portuguesa se manteve como idioma falado em alguns países até hoje.

O português do continente africano se assemelha ao idioma de Portugal, sofrendo algumas alterações de acordo com dialetos e traços próprios.

São cinco os países africanos que têm o português como idioma oficial:

Angola

O português é a língua oficial do país, mas a maior parte da população fala como primeira língua um dos idiomas locais. Os mais famosos são o umbundo, quimbundo e o congo.

Possuem 11 grupos linguísticos principais divididos em 90 dialetos. O idioma oficial é uma forma de facilitar a comunicação entre os grupos. Assim que surgiu o “crioulo”, uma mistura entre o português europeu e as línguas nativas, que é encontrado em diferentes países africanos.

Moçambique

Da mesma forma, no país o português é a língua oficial e a maioria dos residentes tem nele sua segunda língua mais usada. Possui ao todo 43 línguas e com exceção do idioma lusófono, todas elas são do grupo bantu.

Cabo Verde

No país o português é usado em documentos oficiais e administrativos bem como nos meios de comunicação e nas escolas. No mais, o idioma utilizado é o cabo-verdiano, originado da junção do português arcaico e línguas africanas.

Guiné-Bissau

Menos de 15% da população fala o português, que é a língua utilizada na administração do país. O idioma mais comum é o crioulo e é dividido em dois dialetos: um ao sul e outro ao norte.

São Tomé e Príncipe

Em São Tomé comumente fala-se línguas locais como o forro, o angolar e o tonga; já em Príncipe, prevalece o moco ou o principense. O crioulo cabo-verdiano é falado em ambas as ilhas. O português mais utilizado é o arcaico, enquanto políticos e pessoas da alta sociedade utilizam o português europeu.

O português é o idioma oficial de todos os países africanos citados bem como Portugal, Brasil, Timor-Leste e o território chinês de Macau. Está entre uma das 10 línguas mais faladas no mundo.

Também é falado em menor escala em países como Estados Unidos, França, África do Sul, Uruguai, Guiana e outros locais.

O português do continente africano é uma ponte que podemos utilizar para nos conectar mais ao nosso legado e entender melhor as relações que se dão entre os países, principalmente seus aspectos culturais e suas diferenças.

Existem diversas produções interessantes para nos aprofundar no tema, tirando proveito da similaridade do idioma, e pretendo fazer outra postagem indicando livros e filmes por personalidades desses países aqui no blog.

Vocês sabiam da história do português ao redor do continente africano?