Dicas de autocuidado em momentos difíceis

Foto capa da postagem sobre autocuidado no blog Negra em Movimento.

Acho que posso falar por todos quando digo que estamos vivendo um momento f**a em todos os sentidos. Pensando nisso, resolvi redigir essa postagem com dicas de autocuidado que tenho tentado aplicar em minha vida e penso que podem ser úteis para outras pessoas.

Seja qual for a sua aflição ou o tamanho do seu problema, penso que podemos concordar que merecemos uma folga da realidade que por vezes ameaça nos esmagar. Somos somente humanos, afinal.

Te interessou? Ótimo! Então vamos à elas:

Meditação

Nesse momento talvez você possa estar revirando os olhos, mas calma, não me deixe ainda. Sei que não é bem a praia de todo mundo, e se não for a sua sem problemas, continue para as dicas seguintes.

Resolvi colocá-la como a primeira da lista porque é uma atividade que tento realizar assim que acordo e tem me feito muito bem. Para mim, é uma oportunidade de estar no absoluto presente e deixar o resto do mundo em modo espera.

É excelente para se conectar com tudo ao redor e trabalhar a consciência, assim adentramos o dia cientes do que queremos dele e do que estamos dispostos a fazer.

Se nunca tentou antes, comece devargazinho com poucos minutos ao dia ou por meditações guiadas. Existem vídeos no Youtube e aplicativos voltados para te orientar a utilizar a meditação como prática de autoconhecimento.

O melhor da meditação? É gratuita e pode fazer do conforto da sua casa, o que é ótimo nesse período em que não devemos dar voltinhas por aí.

Exercícios físicos

Admito que, entre todas, essa atividade é a mais difícil de executar em minha vida. Sou um bichinho preguiça ambulante e nunca fui de ter uma rotina séria de exercícios, mas eles estão em todas as listas sobre bem-estar e existe um porquê.

Aqui valem tanto exercícios aeróbicos como anaeróbicos. Ou seja, não é só sobre ir para a academia ou caminhar na rua. Especialmente nesse período de isolamento, precisamos reinventar nossas formas de nos exercitar para combater o sedentarismo.

Por que não investir em alongamentos, ioga ou musculação utilizando alguns objetos que têm em casa? Ou quem sabe até… Dançar? Com a internet fica bem mais fácil conseguir orientação e já não há mais desculpa para não se mexer.

Se você costumava fazer zumba na academia, por exemplo, acesse uma vídeo-aula, arraste os móveis e pratique no meio da sala. Respeitando a lei do silêncio, vale tudo. Eu tenho tentado voltar para a ioga; não tenho um tapetinho, mas aí é só improvisar com algumas toalhas.

Técnicas de desabafo

Em qualquer exercício de autocuidado, é importante tirar um momento para ser honesto consigo mesmo e com o que está sentindo. É isso mesmo: essa é hora que você deve reservar para reclamar de tudo o que lhe aflige.

Grite se possível e se assim quiser, despeje todas as aflições para alguém que esteja disposto a te ouvir, comece um diário para desabafar sentimentos que não quer dizer em voz alta ou até use o Twitter para xingar, se for o que te faz bem.

Caso faça acompanhamento com um terapeuta ou psicólogo, melhor ainda. Mesmo nesse período de isolamento é possível agendar consultas virtuais. O mais importante é deixarmos de lado o estigma sobre cuidar da mente.

Se cada um de nós se empenhasse a cuidar da saúde mental do mesmo modo como cuidamos da física, seríamos melhores pessoas e teríamos uma sociedade mais sã.

Prática criativa

A arte é um antídoto tradicional aos males da alma e é definitivamente minha forma de autocuidado predileta. Todos nós temos a capacidade de estimular e aguçar nosso lado criativo com um pouco de esforço.

Avalie qual o tipo de atividade você tem mais aptidão ou desejo de executar e mãos à obra. Existem aulas online que possa assistir caso deseje começar um hobby completamente novo e não sabe por onde começar.

As opções são diversas e extensas: pode arriscar o artesanato, o desenho, a pintura, a escrita, instrumento ou composição musical, entre outras. O céu é o limite e a escada até ele é você.

Momento “Você”

Nada melhor para nosso bem-estar do que nos concentrar em nós mesmos, não é verdade? Pois bem, nessa dica é somente nisso que precisa se concentrar. O que você gosta de fazer? O que acalma seu coração?

Descubra a resposta e dedique o tempo à ela. Se você curte uma rotina de beleza, por que não fazer um dia de spa em casa? Se sua onda é alimentação, teste uma receita nova e agrade seu paladar.

Caso seja como eu e goste mesmo é de se embrenhar nas cobertas para relaxar, escolha um filme, série ou livro reconfortante e aproveite. Sente falta de sair e tomar uma cerveja no bar? Aproveite para criar e degustar um drinque diferentão.

É mais do que possível apreciar a estada em casa e aprender a inclusive preferi-la. A sociabilidade é de maneira geral um ingrediente importante em nossas vidas, mas não é o único. Nada melhor do que ter como essencial a nossa própria companhia.

Técnica de planejamento

Quando nos encontramos em uma situação difícil, é interessante para nossa mente buscar exercer algum controle sobre a direção que nossa vida está indo.

Se você é um daqueles aficcionados por listas, esse é o seu momento! Do contrário, pode preparar até um slide se falar melhor com você. Aqui a ideia é traçar metas e objetivos, focando num cenário otimista que está trabalhando para alcançar.

Comece devagarzinho, separando pequenos objetivos para serem realizados ao longo do dia e já assim encontrará a satisfação após realizá-los.

Pequenas vitórias ajudam na manutenção da autoestima e nos faz sentir que não perdemos totalmente a noção do que queremos para o futuro ou para nós.

Repita o processo

Você pode escolher uma ou todas dicas que fazem sentido para você e trabalhar nelas. Contudo, é de extrema importância que lembre que fazer delas um ciclo no qual pode mergulhar todas as vezes em que precisar.

Principalmente se o momento difícil parecer longo ou não apresentar previsão de fim, essas dicas de autocuidado servirão para te lembrar de que enquanto há vida, há a esperança de que sobreviveremos à qualquer tempestade.

Você já pratica alguma dessas dicas ou tem outra sugestão? Compartilhe com a turma!