Dicas para economizar em Nova Iorque

Foto capa da postagem sobre dicas para economizar em Nova Iorque no blog Negra em Movimento.

A Grande Maçã é quase uma verdade absoluta quando falamos sobre destinos dos sonhos, não é mesmo? É raro encontrar alguém que não tenha vontade de conhecer a cidade nem que seja só para entender todo esse auê ao redor dela. Por essa razão quando o assunto é economizar em Nova Iorque todos ficam prontamente a postos.

Separei uma lista bem incrementada de dicas para economizar na cidade porque viajar barato é uma de minhas expressões favoritas.

Economizando na compra de dólares

Na fase do planejamento da viagem, uma das primeiras questões a surgir quando o destino já foi decidido é a necessidade da compra de dólares. Antes tudo, recomendo que leve dinheiro de duas formas: em espécie (economia em termos de taxas) e em cartão pré pago (por motivos de segurança e as taxas são menores do que no cartão de crédito).

Para saber a hora certa de comprar, pode utilizar aplicativos ou sites como o Investing em que cadastramos uma cotação ideal (por exemplo, o dólar custando R$3,70). Então recebemos alertas caso o número chegue próximo ou exatamente à cotação esperada.

Outra opção é o Melhor Câmbio que tem a versão em site e aplicativo e ele também faz uma comparação entre as cotações de diferentes casas de câmbio.

É sempre recomendável fazer uma pesquisa entre agências online pela comodidade e segurança de receber o dinheiro em casa. Mas caso haja casas de câmbio perto de onde mora vale à tentativa de tentar negociar o valor pessoalmente.

Economizando no seguro viagem

Na hora de pensar no seguro viagem, o ideal a fazer é utilizar primeiramente um comparador de preços como o Seguros Promo. Acessando o site pelo link e realizando a compra você pode inclusive contribuir com o blog sem pagar nada a mais por isso.

Nesse momento a melhor forma de economizar é reconhecendo as suas necessidades e escolhendo um seguro que as atenda da melhor forma pelo melhor preço. Não adianta optar pelo mais barato que não tem a cobertura que precisa. É provável que isso resulte em um gasto maior e inesperado mais para frente.

Tenho uma postagem aqui no blog que falo só sobre seguro viagem. O seguro que utilizei para minha viagem à Nova Iorque foi o Mondial e ele me satisfez em termos de custo e benefício, além de ter uma boa reputação entre outros usuários.

Economizando no deslocamento

Primeira regra do jogo quando falamos sobre passagens aéreas é estar atenta à promoções relâmpago e bugs que barateiam surrealmente as passagens por um curto período de tempo.

Para promoções pode baixar aplicativos e acompanhar sites como Melhores Destinos. Para ficar por dentro dos erros de sistema que fazem o preço cair, existem grupos grupos de Whatsapp destinados exclusivamente à isso.

Viajei para NYC em maio e minha passagem foi comprada na Black Friday anterior (novembro). Como queria enxugar preços comprei minha passagem com destino à Boston e de lá iria de ônibus para Nova Iorque, o total do aéreo foi R$1666 ida e volta com todas as taxas.

Opte por viajar fora da alta temporada (julho devido ao verão, novembro devido à Black Friday e dezembro em função das festas de fim de ano). A cidade é cheia o ano inteiro e essa é uma verdade, mas esses períodos mais visados movimentam ainda mais o fluxo de pessoas e graças à isso os preços decolam.

Uma vez na cidade, considere duas formas de se deslocar: a pé ou de metrô. Principalmente se for sua primeira vez, acredite que você vai andar muito. Por lá cada esquina guarda uma novidade diferente e o melhor jeito de desbravar um local é batendo canela.

Logo que chegar à cidade procure comprar o bilhete de metrô (Metro Card). A depender da quantidade de dias que irá ficar, pode comprar o ilimitado por 7 dias (US$31) que te permite andar de metrô quantas vezes quiser dentro de uma semana ou o de 30 dias (US$116,50).

Vale muito à pena porque a cidade é bem servida de estações e ter um passe ilimitado pode facilitar muito sua vida, principalmente quando as perninhas estiverem pedindo arrego.

Economizando na hospedagem

Caso não tenha problemas com a distância ou não seja sua primeira visita, considere ficar em um distrito que não seja Manhattan. Brooklyn já foi mais barato nesse sentido, mas ainda é a segunda melhor opção seguido pelo distrito de Queens.

Se o seu negócio realmente for se hospedar em Manhattan, opte por hostels; foi a opção que segui e me hospedei no Hostelling International NYC na região do Uptown.

Por conta do metrô, considero que todas as regiões de Manhattan são boas em termos de localização, só não opte por ficar no Midtown (o centrão onde fica a Times Square) se não curte barulho e agitação o tempo todo.

Lembre-se sempre que a antecedência é uma fiel aliada para reservas de hospedagem e atente também para as regras do local caso decida se hospedar através do Airbnb.

Em Nova Iorque não é permitido o aluguel por menos de 30 dias a terceiros sem que o morador esteja residindo no imóvel. Tem quem arrisque burlar a lei, mas não recomendo infringir regras, principalmente estando em outro país e ainda mais um criterioso como EUA.

Economizando em passeios

É provável que quando o assunto for passeios, a primeira sugestão que surgirá para você seja comprar o New York City Pass, um combo de passeios que te dá entrada a 6 atrações famosas na cidade por US$126. É um bom desconto se considerar o valor total das atrações separadamente e que enquanto visitante são locais quase obrigatórios em seu roteiro.

Ele te dá direito às seguintes atrações: Edifício Empire State, Museu de História Natural, Museu Metropolitan, Observatório Top of the Rock ou o Museu Guggenheim, Balsa para Estátua da Liberdade ou o Cruzeiro da Circle Line, Memorial 11 de Setembro ou Museu do Mar, Ar e Espaço.

Eu não recomendaria o City Pass porque consegui economizar muito mais sem ele com um pouco de planejamento e flexibilidade. Existem diversas atrações gratuitas em Nova Iorque e algumas das atrações possuem dias ou horários específicos da semana com entrada gratuita ou no esquema em que você paga o quanto quiser pelo ingresso.

Meu maior medo quando fui para lá era o tempo que perderia em filas, já que o City Pass também te dá direito a acesso direto nas atrações. As filas eram grandes sim, mas o tempo de espera era relativamente pequeno (considerando a quantidade absurda de gente) porque tudo era muito organizado.

Caso prefira a comodidade dos passes, há ainda outros passes como o New York Pass que dá direito a mais de 100 atrações diferentes e você compra de acordo com os dias que vai ficar na cidade, o Sightseeing Pass, o Explorer Pass, etc.

Então resumidamente, minhas dicas para grande economia em passeios é flexibilidade e planejamento e abusar das diversas atrações gratuitas e incríveis da cidade (são muitas!).

Economizando em ingressos para shows

Tem como pensar em visitar Nova Iorque sem pensar no teatro e especialmente na Broadway? Acho que é impossível. Para economizar na compra de ingressos para os espetáculos da Broadway há algumas opções:

1. Quiosques da TKTs

A empresa TKTs possui quiosques espalhados pelas cidades que vendem ingressos para shows no mesmo dia a preço mais baixo. É sem dúvidas a forma mais popular para economizar nesse sentido e existem quiosques na Times Square, no Lincoln Center e no South Street Seaport.

Como fiquei hospedada no Uptown, primeiro fui ao do Lincoln Center, mas não achei que os descontos valiam à pena e então mais tarde visitei o quiosque da Times Square, que surpreendentemente estava com uma fila pequena. Lá consegui comprar um ingresso para assistir Anastasia por 50% a menos (saiu a US$75). Valeu cada centavo!

É preciso lembrar, porém, que não é garantido conseguir o ingresso para o show que você quer nos quiosques, isso varia muito de dia para dia. No caso eu tinha algumas opções em mente, mas meu objetivo era ter a real experiência do show da Broadway. Mantenha a mente aberta!

P.s.: ao comprar um ingresso na TKTs, você tem direito a utilizar o guichê preferencial caso queira comprar outros ingressos nos sete dias subsequentes.

2. Loterias

As loterias funcionam de duas maneiras: online ou pessoalmente. Online, você pode monitorar por site ou aplicativo se foi sorteado para o show dos sonhos.

Existem 4 empresas realizando esse serviço atualmente e você precisa acessar os sites para se inscrever: Broadway Direct, Lucky Seat, Telecharge e TodayTix.

Para tentar a loteria pessoalmente, você precisa conferir no site oficial do espetáculo o horário da Loteria (comumente 1 ou 2 horas antes do início da peça), inscrever seu nome na bilheteria do teatro e torcer para ser sorteado.

Você pode conseguir descontos incríveis ou total gratuidade para assentos premium, mas nem todos os espetáculos participam da loteria.

Muitas pessoas, inclusive americanos, apostam nas loterias para conseguir ingressos para os shows mais concorridos, como Hamilton. Se você é uma pessoa de sorte, que tal apostar nela para economizar uns trocados?

3. Rush Tickets

As opções de ingressos rush são aqueles vendidos no dia do espetáculo nas bilheterias dos teatros em determinado horário por um preço mais em conta. O pagamento geralmente só pode ser feito em dinheiro e as filas são bem grandes, então é bom se preparar.

4. Standing Room Only (SRO)

Sabia que dá para comprar um ingresso mais barato para assistir ao show de pé? Se tem resistência nas pernas ou então quer muito enxugar custos para ver aquele show desejado, pode optar por comprar o ingresso Standing Room Only e assistir a performance nas laterais do teatro ou então atrás da última fileira de cadeiras.

Atenção que os ingressos nesta categoria são limitados, então o ideal é chegar à bilheteria para adquiri-los com antecedência.

5. Flyers com desconto

Caso não queira enfrentar as filas do TKTs e nem tentar as loterias, pode procurar nos arredores da região onde fica o quiosque da TKTs na Times Square por pessoas fantasiadas distribuindo flyers com descontos para shows menos concorridos.

6. Off-Broadway

Uma opção também é optar por shows Off-Broadway. As diferenças para os shows da Broadway são somente localização e tamanho dos teatros. Existem muitos shows incríveis em cartaz no circuito off-broadway que são muito bons e mais baratos.

7. Descontos para jovens

Caso tenha entre 18 e 35 anos, existe o programa Hiptix idealizado pelo Round About Theatre. Pode comprar até 2 ingressos dos shows da rede por US$20 através de um cadastro gratuito e também o Linctix do Lincoln Center Theater, que dá desconto aos cadastrados entre 21 e 35 anos.

8. Antecedência por sites

Ao comprar no site da We Plann, pode conseguir os ingressos com antecedência em real e ainda tem a possibilidade de parcelar ou então o site Playbill.

9. Período de evento

Você ainda pode economizar participando de eventos sazonais como o Broadway Week e o Off-Broadway Week, em que o público compra dois ingressos para musicais pelo preço de um.

Economizando em alimentação

Em minha humilde opinião, a alimentação é a parte mais fácil para conseguir economizar porque as opções são quase inesgotáveis. Tem opções para diversos gostos.

Comida de rua

Caso não se incomode com junk food, existe uma boa quantidade de pizzas a US$1 pela cidade como o famoso Two Bros Pizza. Redes de fast food estão espalhadas por todos os cantos como o Mcdonald’s e Shake & Shack (rede que comercializa Milkshakes maravilhosos) que dá para comer baratinho também.

Opções saudáveis

O Chelsea Market Whole Foods é um mercado onde pode encontrar opções baratas também que fogem dos lanches tradicionais. Exemplos como o Halal Guys (comida árabe, cada vez mais popular) e caso prefira opções leves, saladas ou vegetarianas existem as lojas Fresh & Co (muitas pela cidade), The Green Tomato e o Maoz Vegetarian.

Alternativas modernas

Acesse o site Restaurant para conseguir cupons de desconto em restaurantes por lá.

Outra opção é o Meal Sharing (refeições compartilhadas), uma opção nova muito incrível; através da plataforma online você faz as refeições na casa de um anfitrião gratuitamente ou por um valor previamente estabelecido, assim ganha uma refeição caseira e quem sabe uma bela amizade.

Comidinha caseira

Mais uma opção clássica é claro comprar mantimentos em supermercados e cozinhar no local onde está hospedado, se for possível. Pode ainda optar por apreciar um café da manhã em Delis, lojas comuns por lá onde são comercializados pães, donuts, bolos, cafés, etc.

Eventos

Você ainda pode economizar participando de eventos sazonais como o NYC Restaurant Week que acontece no verão em aproximadamente 300 restaurantes que fixam pratos a US$ 25 (almoço) e US$ 38 (jantar).

Por último: hidrate-se muito; leve sempre com você uma garrafinha para encher de água em diversos locais como museus, lanchonetes, parques, etc., geralmente existe um filtro reservado para isso, mas por lá a água de torneira é filtrada e própria para consumo.

Economizando em compras

Eu não faço muito o tipo que compra muito em viagens (e nem no geral, para ser honesta), mas sei que Nova Iorque serve também como destino de compras para muitas pessoas. Sendo assim, separei algumas lojas onde pode economizar nesse quesito.

Exemplos: Century 21, TJ Maxx, Marshalls, Burlington Coat Factory, Jersey Gardens Mall e o Woodbury Premium Outlets. A Best Buy é uma ótima opção para compra de equipamentos eletrônicos e o atendimento ao cliente deles é uma verdadeira experiência.

Ainda na Macy’s por exemplo, você indo ao balcão do customer service/serviço de atendimento ao cliente com sua identidade internacional, você consegue 10% de desconto nas compras.

Economizando na internet móvel

Finalmente, um elemento muito importante é a internet móvel. O chip da Easy Sim é uma opção. Eles possuem planos diferenciados de acordo com sua necessidade (internet, ligações, mensagens) e você recebe o chip ainda no Brasil.

Infelizmente não tive uma boa experiência com eles. O chip não funcionou no meu celular (apesar de eu ter checado se as funções técnicas do celular casavam com as do chip previamente) e não consegui resolver o problema com o suporte técnico.

Contudo, uma vez lá eu conseguia utilizar o Wifi público em basicamente todos os lugares, inclusive nas estações de metrô. Era mais problemático quando precisava andar pela rua e queria acessar um mapa. Ainda assim como a cidade é dividida por numeração de ruas e avenidas, no fim das contas era bastante tranquilo se encontrar.

Caso queira optar por um chip ainda assim, considere comprar um da AT&T já na cidade porque assim pode testar na hora e ter a certeza de que ele está funcionando perfeitamente.

Conhecer essa cidade encantadora é possível e economizar em Nova Iorque também é, desde que tenhamos as ferramentas necessárias. Tenho uma postagem aqui no blog sobre formas diferentes para economizar na viagem de maneira geral, é só clicar aqui para conferir.

E você tem algum truque para economizar ainda mais na Cidade que Nunca Dorme?

 

Banner para marketing de afiliados no blog Negra em Movimento.

Segurança: caso esteja pesquisando seguro viagem para sua próxima aventura, compre com a Seguros Promo.

Comprando com as empresas através desses links, você contribui com o blog sem pagar nada a mais por isso. Essa é a política do marketing de afiliados, em que produtores de conteúdo podem ganhar uma comissão a partir de associação com empresas específicas.